Total de visualizações de página

12 de outubro de 2011

POLITICANDO...

Parece ser comum em Alvinópolis,o cara entra na politica, como o candidato salvador da pátria,mas acaba derrotado pelos próprios parceiros do partido. Quando tomei conhecimento,que o Galo Indio,tinha sido a opção para a candidatura, á epoca, da oposição, no lugar de Dico,e Ledes Cota,aplaudi, pois além do seu mandato na camara municipal,ter sido de muita relevancia, também o moço já havia assessorado deputados,e aprendido bastante em politica.

Grande decepção...A começar pela briga com o ex-prefeito.
Somando esforços, em uma administração já é dificil, imagine sózinho.Outra coisa estranha, é achar que é prefeito, ou qualquer administrador,quando na verdade, voçê, ESTÀ prefeito, ou ESTA administrando alguma coisa com cargo de chefia.Pode ser destituido ao final do mandato, ou no caso de empresas, ququando o patrão decidir.No caso politico, o patrão é o povo,aliás todos oe eleitores, não apenas um grupinho.

Prefeitos, que fizeram boa administração,quando recandidataram,foram admitidos novamente ao cargo,caso do Dico, Marcinho,e do Milton.Já os que deixaram a desejar, ficaram pelo caminho.Lógicamente,que tivemos excelentes prefeitos,que não buscaram a reeleição,nem se candidataram novamente.

Qual será o legado do Galo Indio ? Restando apenas 01 ano para as próximas eleições, a cidade continua esburacada,não se tem noticia,de nenhuma empresa instalando na cidade, para gerar recursos e empregos, não temos nenhuma faculdade, aliás, hoje essencial em qualquer lugar, cursos profissionalizantes, etc, etc, etc... Prevalece apenas a noticia da falta de recursos para promover eventos ´´baratos´´ extremamente importantes na parte de cultura, como o Festival,e ainda divulgando a cultura da cidade, pelos cantos do Brasil.

Resta aos pobres e incautos eleitores,´´tentar´´,mais uma vez acertar na escolha,pois apesar de bons administradores do passado,os ex prefeitos não possuem mais credibilidade para assumirem mandatos. Oportuno, seria um debate entre os candidatos,a ser realizado em praça pública, por um mediador apolitico,ou de outra cidade,onde a população teria condições de avaliar os pensamentos e responsabilidades de cada um.

Nenhum comentário:

Postar um comentário